terça-feira, 5 de julho de 2011

COMO LIDAR COM PUXA SACO!!!



A fofoca do puxa-saco é distribuída como se fosse um memorando da diretoria. Tem origem e destinatário certos, o campo do assunto é preenchido de maneira bem clara e o texto normalmente é curto e grosso. Ele utiliza somente a fofoca do tipo inventada, e os estilos são variados de acordo com a vítima a ser alvejada.

Conheci uma vez numa organização que tinha muitos fofoqueiros puxa-sacos. Eram distribuídos por andar na sede central e tinham o telefone celular do Presidente da organização. A promoção era dada a quem fosse mais hábil e eficaz nas fofocas. Derrubar alguém, denegrir um gerente, desestabilizar um projeto, eram tarefas para os fofoqueiros profissionais. Anos mais tarde, o Presidente foi demitido pelo conselho. Razão: Disseram que estava saindo com uma estagiária..... E isso não era fofoca...


Aqui vão 4 regras básicas de como lidar um esse tipo de gente, tão comum em qualquer ambiente social:

1 – Identifique o fofoqueiro

No ambiente de trabalho, nas conversinhas de corredor é possível perceber em pouco tempo aquelas pessoas que gostam de falar pelos cotovelos, que curtem uma especulação da vida dos outros. Tudo ele acha, deduz e já sai espalhando para quem queira ouvir. Preste atenção para não ser seduzido por sua fácil conversa.

2 – Evite fazer parte de seu grupo

Identificado o “elemento”, seja o mais profissional possivel com ele. Se você percebeu que ele é um fofoqueiro, possivelmente outros também o reconheceram assim. Daí a importância de não andar com pessoas desse tipo, pois mesmo que não compartilhe de suas fococas, será tachado igualmente como ele. É a velha máxima “diga-me com quem andas e lhe direi quem és”.

3 – Fofoca sobre você? confronte o fofoqueiro

Mesmo que você siga as regras básicas acima, ainda assim pode ser alvo do veneno do fofoqueiro. Aí não tem jeito, a saída é confrontá-lo de forma madura e adulta, envolver as pessoas que tiveram conhecimento das invenções do fofoqueiro e que podem estar sendo influenciadas por essas mentiras e assim tirar tudo a limpo.

4 – E se tudo isso não funcionar?

Calma, “pegar o cara na saída” não vai ajudar…Se não der certo não exite em levar o assunto aos superiores para que tomem as devidas providências. E não espere muito para isso, porque fococa espalha mais rápido que a gripe suína. Não deixe que informações distorcidas ou completamente irreais sobre você cheguem aos ouvidos superiores e seja “queimado” por algo que não fez ou não tenha relação com seu trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário