terça-feira, 11 de outubro de 2011

CHEFE QUE COLOCA APELIDO MALDOSO!!! ASSÉDIO MORAL!!!Quem está sofrendo assédio moral deve acumular provas E DENUNCIAR .


UM EMPREGADO QUE É HUMILHADO pelo chefe está sendo vítima de assédio moral. E isso é bem mais comum do que parece. Existe há muitos e muitos anos. Provavelmente, do dia em que o primeiro patrão contratou o primeiro empregado. Mas milênios se passaram até que, finalmente, a Justiça do Trabalho começasse a punir as empresas que toleram o mau comportamento dos chefes. A CLT, o conjunto de leis que regula as relações entre empregador e empregado, não menciona diretamente o assédio moral. Desde o final da década de 1990, a justiça vem aceitando causas por assédio moral. São as sentenças dos juízes que estão servindo de base para futuros processos.
O assédio moral ocorre quando um chefe abusa do poder de seu cargo para humilhar um subordinado, ou todos os subordinados, de maneira constante e contínua. Essas duas palavrinhas são importantes. Constante e contínua. O assédio moral não é uma única explosão de mau humor por parte do chefe. Não é algo que acontece de vez em quando. É perseguição, que ocorre praticamente todos os dias e durante bom período de tempo. Por exemplo: o chefe grita em vez de falar. O chefe chama o subordinado de burro na frente dos colegas. O chefe coloca um apelido maldoso em um subordinado. O chefe obriga sua equipe a uma situação ridícula e constrangedora quando não atinge a meta. O chefe isola um subordinado em um canto, não fala com ele, e não permite que converse com os colegas. Com o tempo, o subordinado assediado começa a ter problemas de saúde, física e mental. Sente-se envergonhado e deprimido. Seu relacionamento com a família começa a deteriorar.
Até pouco tempo atrás, esse empregado tinha apenas um caminho: baixar a cabeça e pedir a conta. Agora, começou a ser amparado pela lei para denunciar o abuso. Quem está sofrendo assédio moral deve acumular provas. Registrar datas e guardar receitas e atestados médicos. A denúncia deve ser feita à empresa. Somente depois deve ser procurado o caminho judicial.
Combater o assédio moral não é tirar do chefe o respeito que ele merece como chefe. Nenhuma empresa iria conseguir sobreviver sem hierarquia. Chefes sempre existiram e sempre vão existir. Mas o respeito tem mão dupla. O subordinado tanto deve respeitar o chefe, quanto ser respeitado por ele. Por isso, boas empresas orientam seus chefes para os riscos de assédio moral. Esse é o melhor caminho. A prevenção agora para evitar a condenação depois.
Trecho de Emprego de A a Z , de Max Gehringer
A DE ASSÉDIO MORAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário