quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

LIBERTE-SE DO SOFRIMENTO DO QUAL VOCÊ JÁ CONHECE.


Resultado de imagem para sofrimento da alma

Muitas vezes achamos que o outro foi injusto e cruel, Será?
Repetimos as mesmas situações, achando que o externo vai se modificar, Será?
Temos a maldita ilusão de que o outro vai nos trazer a esperançosa felicidade, Será?
Nos desdobramos em comportamentos do qual muitas vezes não é nosso para agradar aquele que na nossa infeliz ilusão vai se importar, Será?
Colocamos o outro no seu devido lugar? Não!
Voltamos a repetir situações e dizemos : Estou consciente , porém meu comportamento continua o mesmo, sou um ratinho condicionado as minhas feridas do qual eu já aceitei como parte da família. Eu escolhi viver com essas feridas, Será? 
Falamos tanto de mudanças, principalmente quando inicia o ano novo e na hora H, voltamos a descer as escadas do sofrimento e ainda culpamos os outros, esse outro tem sua parcela , porém a maior parcela é a nossa , que aceita e não levanta da cadeira para dizer: FOI UM MAL ESTAR EM TROCAR AS MINHAS EXPERIÊNCIAS COM A TUA, PORÉM EU ME RETIRO COM PAZ NO MEU CORAÇÃO E TE DEIXO LIVRE , PORQUE ?
Porque a minha necessidade de me encontrar e de me valorizar e muito maior do que as migalhas doentia do qual você tenta me iludir ou das migalhas que eu aceitei por muitos anos, achando que era só isso que eu merecia.
Aprendi em toda  minha vida,  que era somente um caminho. 
Só que não!
Eu me dou o direito de conhecer todos os caminhos , sem reservas, sem preconceitos, sem a necessidade de achar que a minha felicidade está nas mãos de qualquer pessoa, porque não está na mão de ninguém , SOMENTE EM MINHAS MÃOS!
Eu com a busca da libertação, com a busca do auto conhecimento vou permanecer em algo que eu já conheço, como por exemplo o sofrimento? NÃO! 
Por esse motivo, situações repetitivas, projeções do qual eu não faço parte , eu simplesmente abandono e  deixo em PAZ! 
Caso as situações sejam diferentes, estou a disposição para aprender, caso ao contrário, MUITO OBRIGADO!

Mônica de Paula Silva


Nenhum comentário:

Postar um comentário